APDESPbr - O CANAL DA PRÓTESE ODONTOLÓGICA BRASILEIRA

16ª Expolab: Marcas destacam tecnologia, autonomia, sustentabilidade e personalização

A 16ª Expolab preencheu os 10 mil metros quadrados do centro de exposições com produtos e serviços das maiores marcas deste setor com grande expressão no mercado mundial. Centenas de equipamentos e materiais que compõem o dia a dia de cirurgiões-dentistas, técnicos em prótese dentária e técnicos em saúde bucal estavam disponíveis aos visitantes. Os destaques das marcas foram para os itens tecnológicos, com opções para quem procura desde maior precisão nos trabalhos, a autonomia, até preços acessíveis para entrar no fluxo digital. Assim como houve uma valorização dos artigos que permitem maior personalização, maior sustentabilidade econômica e soluções compatíveis com o meio ambiente e a causa animal.

Sobretudo, as empresas mostraram-se bastante atentas às necessidades dos profissionais da área odontológica, tanto os de atuação clínica quanto os de laboratorial. Ofereceram suporte técnico, consultoria com equipe especializada e compras com condições especiais. Teve inclusive manutenção de equipamentos, oferecida pela Talmax, por exemplo. Um momento de fato singular e repleto de oportunidades para quem pertence ao universo da prótese odontológica no país.

Durante os três dias de evento nós visitamos quatro marcas patrocinadoras do 16º Congresso APDESPbr para detalhar o que elas trouxeram para essa edição da Expolab e assim dar um panorama geral do que congressistas e visitantes encontraram por lá. São elas: Dental Cremer, Talmax, Labordental e RP Conexões Restauradoras. Todas elas reconhecem a importância da participação da indústria e do comércio no desenvolvimento da categoria e apresentaram-se com o comprometimento que esse mercado merece. Ao que aproveitamos a visibilidade desse post para agradecer o compromisso com toda a classe e com esse evento – momento tão esperado por todos nós.

O papel da APDESPbr

Diante disso, o diretor de BU Lab e Digital da Dental Cremer, Henrique Mendes Pereira, comentou a atuação da APDESPbr em relação à atualização do comportamento do profissional para a adaptação necessária à tecnologia. “O papel da APDESPbr frente não somente à 16ª Expolab, mas, principalmente, no que tange ao digital, corrobora para reforçar a mudança de comportamento e de mercado que estamos vivendo. Cada vez mais teremos a entrada da digitalização não somente na prótese dentária, mas na odontologia como um todo. E isso vai aumentar a escalabilidade e a previsibilidade do que o laboratório e o dentista está fazendo.”

Ademais, o diretor da Dental Cremer reforçou o conceito de união defendido tanto pelos dirigentes da APDESPbr, quanto pelos representantes das entidades da classe, durante a cerimônia de abertura do 16º Congresso. “Eu acredito que a grande função que o digital também tem é a integração entre as duas áreas, entre o dentista e o técnico. E essa integração entre os dois mundos vai facilitar cada vez mais a agilidade, a previsibilidade e consequentemente trará mais resultados para os pacientes”, concluiu. Confira os principais lançamentos e novidades que as marcas apresentaram na 16ª Expolab:

Dental Cremer

A Ceramill Matik foi destaque nos lançamentos

O estande da Dental Cremer apostou forte na tecnologia. Tanto nos equipamentos quanto no conteúdo das palestras. A grande apresentação da marca foi a Ceramill Matik, da empresa austríaca Amann Girrbach.

Ainda segundo Henrique, diretor do setor na Dental Cremer, “o lançamento da Matik representa para o mercado uma nova era de equipamento e de inteligência.”

Isso porque, de acordo com Henrique, até então os equipamentos de CAD/CAM não eram configurados para a conectividade e autossuficiência nas operações. “Em outras palavras, o equipamento hoje está conectado a um software e consegue ler e entender qual é o consumo de cada material utilizado dentro dele. Nenhum outro consegue dar precisamente o quanto se gastou de fresa, de bloco, qual será o tempo necessário para o processo e que tipo de problema tem”, explica Henrique.

A Dental Cremer apresentou equipamentos com inteligência e autossuficiência

Além disso, a dispensa de um operador controlando a máquina foi um ponto destacado. “É um equipamento que pode ficar semanas trabalhando sozinho sem nenhum contato humano. Apenas após algum tempo é necessária uma manutenção básica, para a retirada de resíduos secos. É uma grande novidade! Um equipamento que vai fornecer custo de material, de consumo, erros, causas do erro e outras coisas que os equipamentos em geral não informam ao usuário. É uma era de equipamentos inteligentes e superconectados.”

A odontologia digital na 16ª Expolab

O cirurgião dentista, DDS e Mestre Especialista em Periodontia, Guilherme Barrela, foi palestrante no estande da Dental Cremer, na 16ª Expolab. Junto a Marko Tulhio Bessa, a apresentação ‘A Odontologia digital no dia a dia clínico’ discutiu a introdução da tecnologia na rotina dos profissionais da área odontológica.

Guilherme Barrela e Marko Tulhio durante palestra

“A odontologia digital não é mais coisa do futuro, é o presente e esse congresso mostrou isso. Um congresso de prótese dentária em que diversos estandes falaram em odontologia digital. O estande da Dental Cremer esteve supercompleto, com todas as possibilidades que a gente tem de laboratório, de clínica, de scanner, de impressora, de fresadora e as aulas sobre tudo isso. Acho que essa realidade é o agora da odontologia e quem não estiver se integrando com o digital vai ficar fora do mercado”, pontua Guilherme.

Talmax

Também antenada ao movimento da tecnologia, a Talmax não só trouxe equipamentos modernos para a 16ª Expolab, como também disponibilizou componentes digitais para suprir a toda essa demanda. O foco foi em opções de alta qualidade, porém mais acessíveis, a fim de oferecer aos profissionais uma estrutura básica para a entrada no fluxo digital.

Johny Oliveira em demonstração do scanner intraoral 3D

O diretor Johny Oliveira, nos apresentou quatro lançamentos: a impressora 3D com tecnologia DLP, em LCD, da Zenith; o scanner de bancada 3D DS-EX PRO, da Shinning; O scanner intraoral 3D, também da Shinning; e os fornos e.On CP250 e e.On C200 para a prensa e queima de cerâmica, da marca francesa Ugin Dentaire.

Já o diretor de marketing da Talmax, Vorlei de Oliveira, contou que, ao empreender na tecnologia, a empresa está seguindo o movimento natural que a gestão dos equipamentos tomou. “Quem criou essa tecnologia não imaginou o que aconteceria. Hoje o laboratório tem interesse em adquirir um scanner porque como detentor, pode oferecer essa opção aos clientes, os dentistas, para que façam os seus moldes digitais. E, consequentemente, esse trabalho vem para o próprio laboratório de prótese dentária, que emprestou o scanner. No início desses equipamentos na odontologia, os dentistas compravam, digitalizavam e enviavam os arquivos para o técnico. Acabou que ter o scanner, emprestar aos dentistas e receber o trabalho, se tornou um diferencial para o técnico.”

Impressão 3D

Em relação à impressora 3D em LCD, da Zenith, Vorlei explicou: “É a mesma qualidade de impressão da versão anterior, inclusive com velocidade maior, de reposições mais rápidas. E ganha muito em preço.” Vorlei também ressaltou a motivação da Talmax para investir neste mercado. “Queremos colocar a tecnologia a favor do custo benefício ao cliente. Sendo o técnico o nosso principal cliente, a gente também foi atrás dessa tecnologia no mercado mundial. Inclusive absorvendo as referências de feiras internacionais, como o IDS, na Alemanha, que ocorreu em março deste ano.”

Scanner de bancada 3D DS-EX PRO

Scanners e Fornos

Segundo Vorlei, a preocupação maior da marca é atender às necessidades dos profissionais da área. “Conseguimos um fornecedor com o melhor custo benefício para oferecer aos clientes essa tecnologia.  Assim trouxemos as duas opções de scanner 3D da Shinning. Lançamos o produto na Expolab, em um espaço simulando o consultório e a bancada do dentista. Adaptamos um manequim para realizar o escaneamento e mostrar aos técnicos a qualidade e a versatilidade do produto. Um dos nossos diferenciais é o preço, bastante atrativo em relação aos que já estão no mercado.”

Outra linha que incrementou a exposição da Talmax foi de fornos para a prensagem e queima da cerâmica, importados da França. “Já trabalhávamos com uma linha mais simples de fornos, em termos de tecnologia e durabilidade. Mas, percebemos que os nossos clientes que tem um perfil avançado e criterioso. Principalmente em qualidade de queima cerâmica, exigida nos trabalhos de zircônia e metalocerâmica. Eles buscavam fornos que oferecessem precisão e resistência maior do que os que estávamos oferecendo. E nós trouxemos! Com a aprovação dos clientes que a consideraram uma das melhores marcas pela qualidade e resistência.”

Forno e.On CP250

E concluiu: “hoje é uma necessidade para o técnico ter um conjunto para entrar na era digital da prótese dentária. Mesmo que não tenha muitas condições para investir no sistema CAD/CAM completo, se consegue estar no digital com uma impressora 3d e um scanner de bancada. Por isso montamos um combo, com condição de pagamento facilitada. Pois essa tecnologia já permite que o técnico receba arquivos e realize uma série de trabalhos com uma velocidade muito maior do que a tradicional. Somado a isso, também investimos cada vez mais forte nos componentes digitais para atender a essa necessidade da área digital.”

Labordental

Da mesma forma, a Labordental respeitou o movimento corrente e direcionou a atenção à realidade digital, porém com enfoque nos componentes necessários à caracterização das peças produzidas.  Além disso, trouxe a defesa de uma vertente bastante relevante: a distribuição de materiais mais sustentáveis e que respeitem a natureza.

Em primeiro lugar, o gerente da Labordental, Paulo Celso, nos apresentou ao sistema Lite Art, um lançamento da empresa. O sistema Lite Art é composto por stains em pasta fotopolimerizáveis, da marca Shofu, indicado para personalizações e caracterizações de resina. “Sejam resinas compostas convencionais, acrílicas e principalmente para trabalhos sobre provisórios impressos. Hoje há um novo formato no mercado, os provisórios impressos, digitais.”

Os produtos do sistema Lite Art

A fim de entregar ao profissional aparatos adaptados à era digital, a Labordental ofertou alternativa. “Essas peças saem monocromáticas e precisam de uma boa caracterização. Então uma boa opção são os Lite Art, por terem cores intensas, fluorescentes, que vão caracterizar de maneira muito rápida e excelente qualidade. É um sistema com 15 cores bastante intensas na aplicação, permitindo trabalhar com uma serie de caracterizações necessárias para um melhor resultado.”

Personalização

O segundo produto de destaque é o sistema Vintage LD, da Shofu. Paulo Celso explica que o “Vintage LD, é um sistema mais compacto à base de dissilicato de lítio, composto por pastilhas de cerâmica prensada, com 4 tonalidades de translucidez e opacidade diferentes. A chamada T (de alta translucidez), a MT (de média translucidez), a LO (de baixa opacidade) e a MO (media opacidade).” Outro componente da linha, que contempla três fases, prensagem, cobertura e caracterização, é “a cerâmica de cobertura, chamada Vintage LD Porcelain. Corresponde à segunda etapa do processo e consiste em cerâmicas de cobertura de baixa fusão.”

Kit personalizável Vintage LD

Por fim, a última etapa, de caracterização, conta com “os stains com baixo ponto de fusão, a Vintage Art LF. Também são stains de baixa fusão, que possibilitam ótima capacidade de cobertura e modificações cromáticas internas e externas com cores únicas.”

De acordo com o gerente da empresa, ambos (Lite Art e Vintage LD) “são sistemas que a Labordental trouxe da marca Shofu para a área de prótese. E, assim, entrar na nova era de dissilicato de lítio.”

A personalização também é resultado de um cuidado a mais com o cliente da Labordental. “Lançamos a linha Vintage LD no 16º Congresso, junto com a comercialização um kit chamado Vintage LD Personal Kit. É uma criação da Labordental. Assim o cliente pode personalizar o seu kit com uma composição básica dos três itens que compõem esse sistema. Ou seja, pode-se escolher entre 6 cores de cerâmica de cobertura, 3 tipos de pastilhas diferentes e 3 stains. Essa é uma composição que o cliente escolhe e tem um preço melhor do que se comprasse o sistema avulso. Em outras palavras, uma composição mista criada para o melhor custo benefício e a introdução do técnico no sistema.”

Sustentabilidade

Pincéis da linha Rspect

Paulo Celso fez questão de encerrar a nossa visita ao estande da Labordental na 16ª Expolab um produto diferenciado. Com o intuito de promover o respeito à natureza, a empresa expôs o lançamento Rspect (lê-se ‘Respect’). A Rspect é uma linha de pincéis para porcelana da Smile Line. Contra a corrente que acredita nos pincéis de pelo natural de Kolinsky como a melhor solução para a caracterização, a Labordental trouxe a nova linha com filamentos 100% sintéticos.

“A Smile Line desenvolveu uma nova cerda sintética. Esse formato traz o pincel a uma condição bem próxima do pelo natural, usado com Kolinsky. Em respeito aos animais e para não agredir a natureza, por isso chama-se Rspect. É uma linha com pincéis de 4 tamanhos diferentes: 1, 3, 6 e 8. Sendo que o 6 e o 8, têm as versões regular e longo. Isso para dar opções ao técnico de prótese no uso do dia a dia. É mais uma linha de muita qualidade”, conclui Paulo Celso.

RP Conexões Restauradoras

Estande da RP Conexões Restauradoras estreando na 16ª Expolab

Estreante na Expolab, a RP Conexões Restauradoras apresentou, pela primeira vez ao público da exposição comercial, todos os seus produtos. Jailson José da Silva, fundador da RP Conexões Restauradoras, foi quem nos recebeu. Em seu estande, ele exibiu as peças de soluções inovadoras e contou a sua experiência na 16ª Expolab.

“A especialidade da RP é a prótese sobre implante, são os componentes protéticos. Elas são um conjunto, parte de um processo. Estamos junto com o técnico em prótese dentária do início ao fim. Desde a transferência do implante feito pelo dentista, a passagem pelo modelo de gesso e todo o estudo e planejamento. Nós temos e fornecemos aos nossos clientes todos os componentes para auxiliar esse planejamento. Desenvolvemos uma gama de produtos pra chegar até o objetivo final: a prótese definitiva do paciente.”

>> Conheça aqui a história do Jailson e do nascimento da RP Conexões Restauradoras <<

Produtos Certificados

Componentes conectores no estande da marca

Todos os produtos comercializados pela empresa são registrados e liberados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A RP Conexões Restauradoras está há 12 anos no mercado, viabilizando ferramentas para o trabalho dos profissionais da prótese odontológica. Os designs projetados são versáteis e garantem compatibilidade com diversas marcas do mercado.

Kit Protético

Bem como as demais marcas, a RP também se manteve na corrente que beneficia e contempla a satisfação do cliente. Entre os produtos expostos estava o Kit Protético, uma criação da RP Conexões Restauradoras. O kit é bastante completo, com 12 itens e foi elaborado pensando em equipar o cliente com boa variação. Assim, a composição contém instrumentos “que atendem às necessidades de trabalho tanto clínicas, quanto laboratoriais”, explica Jailson.

O kit reúne 5 chaves digitais de tipos e tamanhos diversos, um adaptador digital, um torquímetro e 5 versões de chave torquímetro. Além disso, há os componentes avulsos, como conexões cone morse, conexões inter e externas. Assim como, conexões para mini pilar e itens instrumentais, como chaves (digital, torquímetro e contra ângulo), com variedades de encaixes, e saca implante.

Kit Protético Multimarcas, uma criação da RP Conexões Restauradoras

Enfim, Jailson mostrou-se satisfeito com a primeira aparição da RP Conexões Restauradoras no evento da APDESPbr. “A participação da RP na 16ª Expolab foi muito boa. Estamos muito felizes! O estande se manteve sempre cheio, com movimento e os visitantes muito interessados e receptivos. Por ser o nosso primeiro congresso, para nós é uma novidade, tudo é novo. Mas o resultado foi espetacular. Tanto com o surgimento de novos clientes, quanto com a presença de pessoas que já nos conhecem. Todos os que já são clientes e vieram ao nosso estande para tomar um café, visitar o espaço e nos prestigiar. Tudo foi muito bom, foi perfeito! O resultado foi satisfatório demais!”, completou Jailson.

Acompanhe nosso conteúdo

E então?! Deu para ter uma ideia do que o mercado está oferecendo à categoria?! O próximo congresso é só em 2021, mas 2020 é ano de Encontro Brasileiro. Mas não espere apenas o evento, você pode entrar em contato com as marcas a qualquer momento. Caso tenha interesse em saber mais sobre algum produto ou proposta apresentada, procure pelos consultores das empresas e realize um excelente negócio. Continue por dentro das inovações e eventos da prótese dentária através de nossos conteúdos. Siga-nos também no Facebook e Instagram e faça parte desta comunidade!

Redação Canal da Prótrese

Deixar um comentário

1
Olá! Como podemos te ajudar?
Powered by