APDESPbr - O CANAL DA PRÓTESE ODONTOLÓGICA BRASILEIRA

A evolução da tecnologia e a longevidade do setor de gesso

Neste 3º vídeo com o técnico em prótese dentária Darlos Soares para a série ‘Sua história, nosso valor’, o tpd que se tornou um renomado profissional produzindo modelos de gesso, fala sobre evolução de materiais, da tecnologia digital e a longevidade do setor de gesso nos laboratórios de prótese do Brasil. [Assista ao vídeo abaixo]

Darlos, que se tornou professor, palestrante, em diversos países do mundo, cresceu em sua atuação dentro do setor de gesso de um conceituado laboratório de prótese dentária do país. Teve um líder exigente, bastante conhecido dos profissionais deste segmento, Murilo Calgaro, a quem o técnico declara elogios e gratidão. Conta que chegou à excelência no trabalho porque se empenhou para não levar mais bronca de seu supervisor. Neste contexto ele afirma que o setor de gesso é o coração de um laboratório, e se alguma coisa ali estiver errada, toda a precisão do trabalho protético estará perdida.

 

Esse início de sua história nosso entrevistado contou em seus vídeos anteriores: assista ao primeiro vídeo aqui, ou assista ao segundo vídeo de Darlos para esta série aqui.

Quando perguntado sobre a tecnologia digital, Darlos contextualiza toda a evolução dos materiais, deixando clara a inevitável transformação que este setor sofrerá com o avanço da tecnologia. Isso sempre foi assim, desde 1800 com os materiais e ao longo dos próximos anos com a maior aderência da tecnologia digital nos processos de confecção de próteses dentária. Seja por investimento financeiro, seja pela evolução em equipamentos e materiais neste processo de produção. Ainda vivemos a transição, como afirmam diversos profissionais entrevistados.

Acredito que o gesso vai ser utilizado durante muito tempo ainda por muitas pessoas, para vários outros procedimentos e para níveis de profissionais diferentes, para públicos diferentes, que demora um tempo para o mercado todo se transformar em um mercado 100% digital.

O técnico continua a compartilhar seu conhecimento no setor de gesso com muitos laboratórios que ainda vivem e viverão essa realidade por um bom tempo desta fase de transição entre o analógico e o digital. Mas, uma de suas principais funções hoje em dia é a gestão laboratorial, assunto abordado em seu segundo vídeo, com link acima. Sobre essa atividade, afirma que um dos laboratórios de prótese dentária dos quais gerencia já aderiu à tecnologia digital.

(…) a gente tem alguns scanners intraorais, temos scanners de bancada, temos os modelos impressos, planejamentos, trabalhos sendo feitos em cima de modelos impressos e trabalhos fresados, onde todo o fluxo é dentro do digital. É um caminho sem volta, mas existem muitos profissionais que estão trilhando ainda no caminho analógico que vai durar muito tempo, que vai funcionar, que não é ruim.

Quanto a isso Darlos afirma que a excelência no trabalho, em realidade, depende de um fator que serve aos dois métodos de trabalho, analógico ou digital: o conhecimento do material. Aliado ao treinamento, conhecimento, e à atualização constante.

É um caminho sem volta, mas existem muitos profissionais que estão trilhando ainda no caminho analógico que vai durar muito tempo, que vai funcionar, que não é ruim. Tanto o digital, quanto o analógico pode ser ruim, se eu não souber trabalhar, se eu não estiver bem treinado, se eu não respeitar alguns princípios que são importantes, se eu não conhecer o material que eu estou trabalhando.

E por aí, como andam os processos de atualização para a tecnologia digital? E o conhecimento dos materiais que você atualiza atualmente em seus processos de trabalho?

Não deixe de acompanhar @darlos_soares pelas redes e acessar diversos conteúdos que ele publica sobre sua experiência neste segmento. Continue acompanhando nossas redes (@apdespbr e /apdespbr), nosso grupo no Telegram e acesse os demais vídeos desta série que amamos, com gente da melhor qualidade e conteúdos que inspiram e acrescentam demais.

Até os próximos vídeos!

 

Maria Fernanda Marques

Gestora de comunicação e marketing na Cairós Humaniza. Especialista em branding, comunicação humanizada e planejamento estratégico. Acima de tudo, apaixonada por gente! E motivada pelas relações humanas e as boas histórias que delas resultam, sobre pessoas e marcas.

Deixar um comentário