APDESPbr - O CANAL DA PRÓTESE ODONTOLÓGICA BRASILEIRA

A importância da integração clínico-laboratorial em um tratamento individualizado

Ao longo dos anos, o mercado da prótese dentária foi impactado com diversas mudanças, muitas vezes proporcionadas pelos novos objetivos dos pacientes. Entretanto, embora a generalização de procedimentos possa parecer algo dominante nos dias de hoje, o tratamento individualizado ainda é um ponto fundamental para uma reabilitação completa.

Nesta matéria, o cirurgião-dentista Dr. Silvio Cecchetto, presidente da ABCD (Associação Brasileira dos Cirurgiões-Dentistas), fala sobre a importância desse cuidado e como a união com técnicos em prótese dental contribui para um relacionamento humanizado. 

“Os pacientes, hoje, necessitam de um toque especial, de uma conversa direcionada, de um tratamento humanizado” (Dr. Silvio Cecchetto)

 

O conteúdo deste texto foi extraído de uma conversa entre o tpd Kenji Yokoyama e o cd Dr. Silvio Cecchetto, no Talks, um formato de entrevista transmitido pela APDESPBR e publicado em nosso canal do YouTube. Clique aqui para assistir!

A raiz da humanização é a comunicação

“Não existe um grande CD sem um grande TPD”. É assim que o Dr. Cecchetto explica a importância da relação clínico-laboratorial em um tratamento individualizado. Para ele, não há outra forma de obter um resultado satisfatório se não for com uma parceria entre os profissionais.

Ainda sobre o assunto, o cirurgião-dentista relembra um momento do mercado em que cds e tpds trabalhavam juntos nas clínicas, e como essa visão era importante para o resultado da peça protética.

 

“No início da profissão, era muito comum nós termos, dentro das clínicas e até de alguns consultórios, um protético disponível para nossos trabalhos ali. Hoje, está acontecendo o que acontecia antes – os técnicos estão voltando às clínicas para ajudar os cirurgiões-dentistas mais de perto. Estamos em uma fase espetacular novamente.” (Dr. Silvio Cecchetto)

No ponto de vista de Kenji, quando o tpd tem uma visão mais próxima dos pacientes e do resultado da peça protética, ele consegue ter uma dimensão maior da importância da comunicação clínica-laboratorial em um tratamento humanizado. Afinal, é no momento em que o paciente se reconhece em um sorriso que o protético entende como cada etapa do processo contribui para uma reabilitação satisfatória.

Sabemos que, atualmente, a maioria dos técnicos em prótese dentária trabalham em seus próprios laboratórios. Entretanto, esse fato não impede que haja uma comunicação eficaz entre cd e tpd, pelo contrário, ele reforça essa importância. Por isso, em todos os casos, é preciso lembrar que a raiz da humanização é a comunicação. 

“Eu não consigo enxergar de outra maneira que não seja a humanização, o cuidado com o tratamento e a parceria que temos que ter com o técnico em prótese dentária.” (Dr. Silvio Cecchetto)

O tratamento individualizado em meio aos procedimentos generalizados

Com a popularização de procedimentos estéticos nos últimos anos, vemos um grande aumento na procura de tratamentos como as lentes de contato dentais. Para o Dr. Cecchetto, esses procedimentos podem ser bons recursos para alguns pacientes, mas precisam de um olhar cuidadoso.

Nesse sentido, para um tratamento ser considerado individualizado, ele precisa da análise aprofundada e da compreensão caso a caso. Ou seja, o profissional precisa entender não só os objetivos do paciente, mas também o formato do rosto, dos lábios, de todo o conjunto. Assim, é possível evitar a artificialidade e obter um resultado harmonioso.

Além disso, o Dr. Cecchetto faz uma observação importante: “Tudo tem que ser com cautela, porque se você mexe demais, a natureza dá o troco. Então, é importante lembrar que, uma vez que você faz uma faceta em um paciente, com certeza você terá que repetir no futuro. O trabalho não será eterno.”

E por que essa afirmação pode ser considerada importante para um tratamento individualizado? O tpd Kenji responde:

“Respeitar a cronologia dos pacientes também faz parte da humanização.” (Kenji Yokoyama)

Isso significa que toda análise feita pelos profissionais é fundamental para o cuidado e atenção com o paciente. Afinal, não levar sua cronologia em consideração é ignorar os efeitos a longo prazo.

Um olhar diferenciado na busca por um tratamento humanizado 

Ter um olhar diferenciado é compreender toda uma estrutura. O Dr. Cecchetto explica que tudo o que acontece em uma boca tem ligação com algum fator emocional, externo a ela. Podemos citar, por exemplo, o bruxismo. 

De acordo com o cirurgião-dentista, o estresse é um dos maiores responsáveis pelo ranger dos dentes, podendo elevar o caso do paciente para níveis preocupantes. Nesse sentido, ele ainda afirma que, durante a pandemia, a ocorrência de casos de bruxismo aumentou, o que mostra a ligação dessa condição com o estresse, nervosismo e ansiedade da sociedade atual.

Então, em um tratamento humanizado, todo um ambiente precisa ser levado em consideração. “Precisamos olhar para o paciente como um ser humano. É importante nos colocarmos no lugar deles. Em todos os casos, o respeito ao ser humano tem que prevalecer”, ainda completa “não existe saúde geral sem saúde bucal”.

E é claro, não há melhor forma de se dedicar ao respeito com o paciente do que buscando conhecimento constantemente. 

“Hoje temos muitos cursos voltados para melhorar a performance de cirurgiões-dentistas. Uma história não se constrói de forma isolada, então, se hoje a odontologia brasileira é uma das 10 melhores mundialmente, é porque a mão de todos está nisso.” (Dr. Silvio Cecchetto)

Acesse esse Talks para assistir a entrevista na íntegra

Muitos outros assuntos foram abordados nessa interessante conversa entre o técnico em prótese dentária Kenji Yokoyama e Dr Silvio Cecchetto. Em novo formato que estreou no dia do TPD, em 2020, o Talks faz parte da nova APDESPBR, e da comunidade digital que ela vem formando para fortalecer essa presença mundial, já tão marcante. 

Para assistir a entrevista na íntegra, acesse esse TALKS aqui

E, acredite, se você é um tpd ou cd, profissional ou ainda em formação, e está lendo essa matéria, sua mão está na história de conquistas da odontologia brasileira. E para darmos continuidade às ações de sucesso que nos levaram ao ranking mundial das 10 melhores odontologias, precisamos continuar juntos!

Nesse caminho, você pode contar com a APDESPBR. Estamos todos os dias trabalhando para entregar conteúdos relevantes e de qualidade para você, que quer continuar transformando a vida de pessoas através da arte de criar sorrisos e novas histórias.

Para ler mais dos nossos conteúdos e estar atento às oportunidades de aprimoramento, nos acompanhe nas redes sociais (@apdespbr e /apdespbr), e no Telegram. Vamos continuar juntos construindo uma comunidade digital de união e desenvolvimento! 😉

 

Redação Canal da Prótrese

Redação Canal da Prótrese

Deixar um comentário