APDESPbr - O CANAL DA PRÓTESE ODONTOLÓGICA BRASILEIRA

Do Paraguai para o Brasil desde 2011: CITEPRODELPAR

Santiago Villalba, atual presidente do CITEPRODELPAR, Círculo de Técnicos em Prótese Dental do Paraguai, fala da experiência que é participar do Congresso Internacional de Prótese Dentária no Brasil.

Evento organizado pela APDESPbr – Associação dos Técnicos em Prótese Dentária – que o grupo participa desde 2011. A caravana, que este ano foi bem menor do que nas demais edições, contou com 64 integrantes. E o grupo estava bastante engajado. Participou ativamente das programações, tanto na programação científica, quanto na exposição comercial. No vídeo Villalba nos fala sobre a experiência com o evento. A importância da integração dos países da América Latina na atualização profissional. A atual situação do Paraguai na prótese odontológica. E perpassa por questões humanas e profissionais da busca de uma prótese odontológica de mais qualidade. Assista!

Uma experiência completa

Como das outras vezes, a maior parte do grupo optou por vir de ônibus. Segundo Santiago, é uma oportunidade de trocarem informações e conhecimento por todo o trajeto. Porque a experiência completa é a maior conquista. E disso fazem parte as conversas durante o trajeto com diferentes níveis de conhecimento e vivência, o que sempre agrega muito a toda a equipe. Disposição de quem compreende que buscar conhecimento é, antes de tudo, aumentar a qualidade do trabalho que se refletirá na vida das pessoas.

Creio que é a forma como nos ajudamos, os países vizinhos, a elevar o nível da qualidade porque estamos trabalhando com pessoas. O resultado do nosso trabalho se reflete nas pessoas. E sempre a ideia é oferecer o melhor possível e isso implica buscar conhecimento para oferecer o melhor serviço. Por isso estamos aqui. Para oferecer melhor serviço como pessoas e como técnicos.

Santiago Villalba com o grupo da CITEPRODELPAR na entrada do Expo Center Norte

A integração dos países vizinhos

Em geral Santiago acredita que passamos todos pelos mesmos percalços. Compartilhamos das mesmas dificuldades no desenvolver do trabalho. Porém ressalta a importância de um evento como esse para o contato com profissionais que estão na vanguarda e trazem um olhar diferenciado a quem busca informação. Além dos cursos ministrados por profissionais brasileiros e de outras nacionalidades em seu país, o que ajuda nessa valiosa troca na construção do saber.

A prótese odontológica no Paraguai

Em relação à prótese odontológica no Paraguai o presidente do Círculo de Técnicos se mostra empolgado com a atual fase. Afirma que essa geração tem maior disponibilidade de buscar atualização fora do país. De fazer esforços pessoais maiores para seu desenvolvimento profissional. Não que a geração anterior não tivesse força de vontade, mas com certeza não tinham as mesmas possibilidades, segundo ele. E isso tem gerado avanços bastante significativos nos últimos 5 anos na prótese odontológica de seu país. Reconhece que, assim como outros lugares, ainda há muito o que avançar. Principalmente agora com a digitalização dos laboratórios. Mas ainda vê motivos para o entusiasmo com as conquistas recentes.  Nisso incluímos a criação do Círculo dos Técnicos em Prótese Dental no país, com a fundação do Sr. Calixto Villalba. Que estava presente no evento, mas infelizmente não no momento da gravação deste vídeo.

O CITEPRODELPAR foi criado, parou suas atividades e voltou a ser ativado por um grupo dessa nova geração que entendeu a sua necessidade para realizar feitos maiores na capacitação profissional dos técnicos do Paraguai. Quanto à busca de conhecimento fora do país Santiago pontua: “o conhecimento que esteja fora do país, às vezes de forma individual custa mais. E como associação decidimos nos unir para proporcionar melhores oportunidades.”

Iniciativa do profissional para a evolução da prótese

“… como vai evoluindo a prótese, creio que os nossos ideais têm que ir ao encontro dessa evolução, da prótese. E vamos apontar nessa direção. Estamos nessa direção.” Assim que quando perguntado por um colega congressista como conseguiu trazer tantas pessoas ao evento nosso entrevistado responde orgulhoso:

Quero dizer que em realidade só fiz um convite, porque todas as pessoas decidiram por si mesmas vir até o congresso. Muito esforço pessoal foi feito. (…) As pessoas têm vontade de vir, de aumentar essa experiência. Então o mérito é de todos. Eles quiseram vir, por isso estamos aqui.

Mencionou os amigos que tomaram a inciativa, convidaram os colegas, mas destaca a vontade individual de estar ali.

Finaliza a mensagem agradecendo a APDESPbr por recebe-los e afirma a intenção de estar presente na próxima edição. Ainda sobre a iniciativa individual de participar de um momento importante como esse Santiago faz um convite aos amigos paraguaios e também brasileiros para se fazer presente.

Não se pode esperar que o evento seja um êxito estando fora. Tem que vir aqui. Tem que fazer parte do congresso para depois dizer que foi um êxito. Para dizermos como técnicos que foi um êxito tem que estar presente. Temos que estar presente.

CITEPRODELPAR em visita à 16ª Expolab

É isso, Santiago. Agradecemos por estar presente! E por incentivar tantos outros a fazer o mesmo. Com essa consciência de que o que buscamos é para oferecer serviços melhores que vão impactar a vida das pessoas. É sobre pessoas! Ao que agradecemos pela presença e pelas valorosas palavras. Até o próximo, amigos! Os esperaremos com o mesmo carinho citado no início do vídeo. Vida longa e próspera ao CITEPRODELPAR. ¡Hasta luego!

Achamos aqui um registro de parte dessa turma na edição de 2015, não poderíamos deixar de inserir, né?!

Continue por dentro do que rolou na 16ª edição do Congresso Internacional de Técnicos em Prótese Dentária. Acesse aqui outras matérias e notícias sobre o evento. Acompanhe também as nossas redes: @apdespbr (Instagram) e /apdespbr (Facebook) 😉

 

 

Redação Canal da Prótrese

Deixar um comentário