APDESPbr - O CANAL DA PRÓTESE ODONTOLÓGICA BRASILEIRA

Entenda como o CROSP pode auxiliar na integração profissional

Marcos Capez, presidente do CROSP fala sobre a atuação do Conselho na orientação e fiscalização do exercício da profissão. Mais ainda, destaca como esse trabalho auxilia no exercício integrado da profissão. Entre técnicos em prótese dentária, auxiliares em saúde bucal e cirurgiões-dentistas.

Durante a visita de Marcos Capez, presidente do CROSP (Conselho Regional de Odontologia de São Paulo), ao estande do canal da prótese no 16º Congresso APDESPbr, aproveitamos para extrair informações importantes a respeito da atuação do Conselho junto aos profissionais de saúde bucal. E sobre a necessária integração profissional dessa equipe multidisciplinar, que depende de informação e orientação geral para obter resultados práticos. Obtivemos também informações valiosas ao entendimento do panorama atual dessa área no Estado de São Paulo e no país. Aos profissionais da prótese dentária Capez afirma: “vivemos um mercado promissor, de muita demanda.”

[Assista ao vídeo com Marcos Capez, presidente do CROSP, de onde extraímos as informações desse texto]

Hoje nós temos, praticamente, 6.500 profissionais TPD’s inscritos no CROSP. Temos também os auxiliares de prótese dental, e o trabalho que vem já da gestão anterior foi de uma integração com os tpd’s pra que eles, através da Câmara Técnica – dos técnicos em prótese dental – pudessem estar mais próximos das áreas de especialidades e também das profissões afins, como as ASB’s e TSB’s. (…) Nós criamos rotinas, manuais, palestras, pra que a equipe possa saber trabalhar de forma integrada, por exemplo.

A conversa já iniciou assim, repleta de informação relevante a você que busca o aprimoramento profissional e reconhece que acima de qualquer atuação está o compromisso com a saúde bucal dos pacientes envolvidos no trabalho de toda essa equipe multidisciplinar. Então, se você se interessou já vamos adiantar nesse texto (Marcos cita no vídeo) os locais onde você pode adquirir essas informações produzidas e disponibilizadas pelo CROSP aos profissionais engajados com o exercício da profissão.

Onde encontrar? Conteúdo disponível gratuitamente

As palestras são gratuitas, e ocorrem na subsede do CROSP, na casa da odontologia paulista. O endereço é Av. Pacaembu, 732, bairro do Pacaembu, SP.  Você ainda pode acessar os manuais eletrônicos e guias práticos disponibilizados no endereço eletrônico: www.crosp.org.br. Aproveite a navegação para conhecer a programação recheada de eventos, reuniões, palestras e simpósios sobre diversas especialidades na odontologia. O CROSP possui o Programa Integração com atuação em todo o estado. Portanto, se você não reside na capital paulista não desanime porque com certeza encontrará programação disponível próximo à sua região. Essas palestras gratuitas e abertas a todos os profissionais da área odontológica faz parte desse programa.

As Câmaras Técnicas

As Câmaras Técnicas representam uma conquista. Onde os profissionais obtêm maior esclarecimento e podem atuar mais fortemente junto aos conselhos. Contribuindo, assim, para o melhor encaminhamento das normas e diretrizes que balizam essa atuação profissional. As reuniões costumam acontecer na sede do CROSP, na Av Paulista, 688. Há também conteúdos digitais em diversas especialidades, na página web referente às câmaras técnicas. Informe-se e participe.

Mercado de trabalho promissor aos tpd’s

O Estado de São Paulo hoje tem, praticamente, 95 mil cirurgiões inscritos. Então, hoje nós temos em São Paulo quase 1/3 dos cirurgiões-dentistas do Brasil. É um contingente muito grande. São, se eu não me engano, 68 cursos de odontologia em andamento. Então é um mercado de trabalho, para os tpd’s, muito promissor. Porque você tem um fluxo de dentistas muito grande que também vão demandar por mão-de-obra de técnicos de prótese. Então eu acho que essa questão de ter essa integração do Conselho com os tpd’s, com a APDESPbr e com as Câmaras Técnicas proporciona esse trânsito melhor e essa informação melhor.

As questões éticas também foram apontadas por Capez como um trabalho importante do Conselho, quem atua junto a todas as especialidades fazendo cumprir o código de ética e as boas práticas no exercício do trabalho.

Odontologia em constante evolução

Quando citado o atual momento da odontologia, com a realidade da tecnologia digital, suas possibilidades e transformação desse cenário, Marcos motiva-se com a constante evolução dessa área e lembra o início de sua profissão. Antes ainda, quando observava o trabalho do pai, também cirurgião-dentista. “Meu pai é da época, e eu acompanhei isso, das restaurações e dos blocos de ouro, das reabilitações feitas em metal.” E continua a conversa explicando a evolução no comportamento das pessoas. Tanto pela busca por saúde como por estética, afirmando que hoje ninguém mais quer ter restaurações de metal. Realidade muito diferente da época em que seu pai iniciou na profissão, há 59 anos. E mesmo quando do seu início, com 28 anos de formado.

“Hoje a fotografia digital, os scaners, as unidades fresadoras, os tornos, isso tudo revolucionou a odontologia. Se colocar meu pai dentro de um congresso como esse olhando a coroa protética desenhada numa tela touch de um computador… essa informação mandada via bluetooth pra uma fresadora usinar um bloco cerâmico, né, a pessoa fica maluca. Nunca imaginaria que estaríamos vivenciando isso. Então, assim, quero ver o que vamos vivenciar daqui pra frente. Porque é uma evolução constante. E acho que tanto o técnico como o cirurgião-dentista não podem deixar de frequentar um evento como esse (16º Congresso Internacional APESPbr). Como o congresso nosso – o CIOSP. Porque a reciclagem está aqui dentro.”

Como não poderia faltar aqui no Canal da Prótese, pedimos para que Marcos contasse um pouco sobre sua história com a odontologia. É importante saber o que motiva as pessoas. Quais são as histórias e valores que sustentam uma posição, um título, o reconhecimento social. Já viu por aí a #odontologiaporamor ?! Pois, então.

Sua história com a odontologia – militante por amor

Marcos Jenay Capez é cirurgião-dentista há 28 anos, especialista em periodontia e em prótese dentária. Hoje no seu consultório milita muito na área da reabilitação oral, segundo ele. E até por manter essa visão ampla, multidisciplinar, em seu dia a dia clínico, faz tanta questão de defender a integração clínico-laboratorial.  Afirma que o dentista precisa orientar bem o seu técnico para obter bons resultados no trabalho clínico porque sabe da importância da parte técnica laboratorial. Mas destaca que a qualidade dessa integração depende da parte técnica também deste profissional. Ao realizar uma moldagem bem feita, um preparo cavitário bem feito e entregar a sua parte de forma satisfatória para que a equipe que é multidisciplinar possa colher bons frutos dessa integração.

Eu clinico. Eu vivo basicamente do consultório. Eu estou hoje presidente do Conselho, mas é um cargo honorífico, não remunerado. E eu milito no dia a dia da minha clínica. Atendo meus pacientes habitualmente, e não pretendo parar porque faço porque gosto. Eu amo a odontologia.

Agora que você já se informou e também se motivou por aqui, acesse o site do CROSP e encontre uma programação que atenda às suas necessidades. Nos próximos dias está prevista uma palestra sobre gestão de consultórios e laboratórios de prótese, por exemplo. As opções são bem diversas. Encontre a que se encaixa no seu perfil e aproveite essa oportunidade! Acompanhe também as nossas redes, onde você encontra bastante informação e inspiração para os seus dias. E ainda, a página com as matérias e notícias do que rolou no maior evento da prótese dentária, recentemente, nos dias 3, 4 e 5 de Outubro, em São Paulo. Quando dessa conversa gravada. Acesse AQUI.

 

 

Redação Canal da Prótrese

Deixar um comentário