APDESPbr - O CANAL DA PRÓTESE ODONTOLÓGICA BRASILEIRA

O negócio de sucesso, na odontologia, do engenheiro mecânico que sonhou empreender

Conheça a história de empreendedorismo de Jailson José da Silva, fundador da RP Conexões Restauradoras. Uma empresa que se tornou um negócio de sucesso na odontologia. E que partiu do sonho de empreender de um casal que, inicialmente, tinha um filho pequeno para criar e muita disposição para lutar pelo futuro próspero que os aguardava. Hoje?! – A empresa passou de 10 para 20.000 itens no portfólio, todos registrados pela ANVISA. Está instalada em uma área construída de 1.000m². O filho pequeno agora é membro da diretoria e a esposa, diretora financeira. O segredo do negócio de sucesso?! – Persistir, segundo ele. Mas você descobre ao longo dessa matéria o posicionamento e as decisões acertadas que os fizeram construir essa história motivadora.

Assista ao vídeo abaixo! É sempre enriquecedor ouvir a história pelas palavras do protagonista. E ainda pode te dar ‘aquele’ start que falta para alavancar o seu negócio ou tirar o projeto do zero 😉

 

Muito bem alinhado, com um sorriso largo e uma simpatia que sua timidez não esconde chega Jailson na sede da APDESPbr onde tivemos essa conversa gravada. (Porque entrevista não demonstra o tom do nosso bate-papo). Logo sua simplicidade se sobrepõe ao seu traje elegante e vou descobrindo o valor que sustenta toda a apresentação gráfica de uma marca. Porque era assim que até então eu conhecia a RP, através de um logotipo e da menção formal do diretor Jailson. Mas agora a empresa ganhou personalidade e mais uma admiradora que convida você a conhecer essa história.

Aliás, sugiro que busque conhecer as histórias das pessoas e marcas que permeiam sua vida. Você conhece a história de seus clientes, fornecedores, ou da empresa em que trabalha? – Pode ser uma surpresa muito agradável e uma injeção de ânimo – necessária às lutas diárias, não é?! Sem contar que a admiração faz as relações se tornarem muito mais prósperas. Então abra seu coração, amplie sua mente e observe bem ao redor. Mas agora, fique com a história da RP Conexões que a gente te apresenta por aqui.

Persistir – a chave para um negócio de sucesso

A nós, cabe a constante movimentação. A busca interna e externa por uma habilidade que nos indique o caminho. E trabalhar, estudar, para que estejamos prontos quando a oportunidade surgir. Por isso a palavra de ordem para o nosso protagonista dessa história é persistir. (Assim mesmo, com o verbo no infinitivo, pra dar ideia de ação!)

O sonho de empreender sempre povoou seus pensamentos. E encontrou em sua companheira alguém com afinidade suficiente para levar esse sonho adiante. Com formação inicial em tecnologia mecânica, ainda estava longe de uma vida financeira tranquila quando decidiu fazer um curso de prótese dentária para ampliar suas possibilidades de atuação. Logo percebeu a oportunidade de fornecer produtos à área odontológica, unindo os saberes da engenharia mecânica com a prótese dentária. Mais especificamente à prótese sobre implantes. A partir daí desenvolveu uma máquina para a produção dos primeiros componentes protéticos – uclas plásticas. Esse tipo de material não possui regulamentação pela ANVISA o que possibilitou a RP a iniciar suas produções.

Máquinas de produção antigas. Fotos: acervo pessoal

No início ele fabricava os componentes e a esposa era a encarregada de entregar os pedidos. Mas ainda faltava um elo para que essas vendas começassem a girar a favor do negócio que se desenhava: a área comercial. O empresário conta que sempre foi uma pessoa de fábrica, um engenheiro mecânico, e que, portanto, lhe faltou desde o início a atividade comercial. Mas essa foi uma lição que ele aprendeu rápido. Em tempo suficiente para superar suas limitações e empregar a força necessária à materialização do seu sonho de empreender.

Logo de início eu entendi, e aprendi, que mesmo a gente tendo bons produtos, mesmo a gente sendo bom no que faz, as pessoas precisam saber que a gente existe! E então eu vi que tinha que fazer algo diferente, além do que eu fazia. Aí eu fui pra rua, fui apresentar meus produtos e conquistei a confiança de um laboratório de prótese que é meu cliente até hoje. Isso há treze anos.

Como ele mesmo aconselha, o empreendedor precisa ter a visão ampla, conhecer todas as áreas de sua atuação e suas possibilidades. Traçar metas claras e aplicar os procedimentos corretos para atingir o nível seguinte ao que está – um passo por vez. Foi assim que o atual empreendedor da área odontológica enxergou a possibilidade de ampliar sua produção para os produtos de classe I e II. Esses produtos são considerados de área médica, portanto, as exigências dos órgãos regulamentadores e a própria responsabilidade que assumiria a partir dessa decisão seria muito maior. Mas Jailson conta que já estava se preparando para este momento porque desde o início sabia para onde estava caminhando.

Jodete Carvalho de Miranda Silva, Jailson José da Silva e Gabriel Miranda Silva em reunião estratégica na RP Conexões Restauradoras. Foto: Acervo pessoal.

Esforço e flexibilidade transformam sonho em realidade

A partir de então os procedimentos seriam muito mais rigorosos e a empresa deveria estar preparada para se enquadrar em novo padrão de produção. O conhecimento da área de atuação já foi destacado como fator importante para o sucesso, mas ele foi além. Decidiu estudar odontologia para entender as necessidades desse mercado e poder oferecer os melhores produtos aos seus clientes. O então engenheiro mecânico se tornou também dentista.

As formações de Jailson ao longo da carreira. Fotos: acervo pessoal.

O processo de fabricação foi alcançando níveis cada vez maiores e a marca passou a inserir no mercado odontológico produtos de classe I e II. E desde 2018 também os de classe III – considerado o nível máximo de exigência do padrão de qualidade. Mas Jailson continuou na fábrica, onde considera o seu lugar. Nunca teve como objetivo abrir um consultório. Sua intenção era ampliar seu conhecimento e sua visão do negócio para imprimir ainda mais qualidade em suas produções.

Acompanhando de perto o processo de produção. Na foto ao centro com o filho Gabriel. Fotos: acervo pessoal.

Metas claras, compromisso com a qualidade e rigor nos procedimentos parecem definir uma bela trajetória. Mas não só isso. A flexibilidade de ajustar o plano conforme a oportunidade de expansão foi tão importante quanto sua atuação. O engenheiro mecânico começou investindo R$ 3.000,00 em uma máquina mecânica. Hoje lidera uma empresa com máquinas computadorizadas – porque se adequou às tecnologias no momento oportuno.  Mas para chegar até a fase atual entendeu que precisava refinar o olhar para esse mercado e não hesitou em se lançar em uma nova formação. Mesmo sabendo que não a exerceria. E agora fechou um ciclo importante em relação aos componentes protéticos que disponibiliza ao mercado.

A chegada de novas máquinas, computadorizadas. Foto: acervo pessoal.

O sucesso do empreendimento – nova fase

A RP produz componentes protéticos para a confecção de próteses sobre implante. Iniciou com uclas plásticas. Evoluiu para os produtos de classe I e II (transferentes e instrumentais). Incluiu recentemente produtos de classe III (conexão direta com o implante, permanência na boca). E desde 2018 atende todas as necessidades desse trabalho protético.

Máquinas com tecnologia digital instaladas na fábrica da RP, em Caieiras. Fotos: acervo pessoal. 

Jailson se diz muito satisfeito por ter conseguido fechar esse ciclo e oferecer produtos que acompanham desde a transferência até a confecção final da prótese. Passando por inúmeras possibilidades de acordo com as estrategias traçadas a atender as peculiaridades de cada paciente.

Estou muito satisfeito por conseguir fechar este ciclo. Hoje a RP pode acompanhar a confecção de uma prótese do início ao fim – desde a transferência do implante para o modelo de gesso até a confecção final. Nós temos para um mesmo tipo de implante várias opções para ajudar o protético a resolver algum problema ou a confeccionar uma prótese no estado da arte.

Vamos saber, então, de onde vem tamanha força realizadora.

O perfil do empresário

Em sua história de vida há muitas conquistas. Metas traçadas e atingidas. Desafios aceitos e vencidos. Uma cobrança pessoal de quem sabe onde quer e pode chegar. Mas nada que interfira em seu modo sereno e seguro de ser e de tratar as pessoas a sua volta. Nem de longe o empresário faz o tipo irrequieto ou impulsivo que o senso comum nos faz esperar de quem está sempre se lançando em desafios.

Fazer o que é preciso, buscar pelo que é correto e persistir sempre.” Foram palavras ditas com agradável tranquilidade. Mas ainda faltava algo. (e até para poder motivar os demais) Quis entender de onde vinha essa força. Porque é preciso ter uma fortaleza interior para manter a serenidade diante de tudo – das dificuldades e também das conquistas. Acho que ouvi o que a minha intuição já estava me dizendo. E foi tão maravilhoso que eu tive que transcrever por inteiro, porque seria uma pena resumir.

Eu acredito que todos nós (empresários), um dia, resolvemos empreender com o intuito de melhorar a vida, melhorar as condições daqueles que a gente ama. Mas uma coisa é importante, e fundamental: as estratégias comerciais, estratégias de negócios e de processos industriais são fundamentais, mas a gente perde se não tem fé. Porque as estratégias nos dão condições de atingir os objetivos, mas é a fé que nos dá condições de nos manter nas adversidades. Isso é importante. Respeito todas as opiniões, mas eu acho que quem não tem fé sai em desvantagem. Porque muitas vezes, empreendendo, nós precisamos dar um passo no escuro. Dar um passo com fé. E se não temos essa fé a gente trava. Então, a minha força vem daí. Vem da fé em Deus.

Jailson, ao centro, a esposa Jodete e o filho Gabriel na recepção da RP Conexões Restauradoras

(…) Podia até parar por aqui, mas preciso dizer que você vai ter uma chance incrível de conhecer a RP, essa família e sua equipe de sucesso! Tenho certeza que a recepção vai ser ótima e que você vai concordar comigo sobre o valor dessa história. Veja abaixo onde encontra-los.

Quer saber mais sobre a RP Conexões?

A empresa está situada em Caieiras, município pertencente à região metropolitana de São Paulo. Você pode acessar o website da marca para obter mais informações: www.rpcomponentes.com.br. Além dos materiais você encontra disponível as instruções de uso dos produtos fabricados por eles. Mas uma excelente oportunidade de conhecê-los é visitar o estande da RP Conexões na 16ª Expolab. O maior evento da prótese dentária que ocorre em São Paulo, nos dias 3, 4 e 5 de Outubro. Pelo primeiro ano eles estarão presentes e Jailson se diz animado com a participação. Nós também!!

VISITE  A EXPOLAB! Você pode se inscrever como congressista (com acesso à programação científica) ou apenas visitar a exposição comercial. Ambos os ingressos são válidos pelos 3 dias de evento.

 >>> Acesse a página do evento e faça a sua inscrição! <<<

Nos vemos por lá! Ou por aí, pelas páginas web que nos permitem compartilhar histórias maravilhosas como essa. Muito grata, RP Conexões, Jailson, APDESPbr e você que me acompanhou até aqui. Acompanhe também as nossas redes.

Até!

Maria Fernanda Marques

Gestora de marketing da marca APDESPbr digital. Especialista em branding, comunicação humanizada e planejamento estratégico. Acima de tudo, apaixonada por gente! E motivada pelas relações humanas e as boas histórias que delas resultam, sobre pessoas e marcas.

4comentários

  • Parabéns pela matéria e pela veracidade de como conta. Jailson é de verdade essa pessoa maravilhosa que você descreve. Infelizmente ainda não tive oportunidade de conhecer toda família, mas estão todos de Parabéns pelo sucesso!!!!

    • Olá, Alice! Obrigada por compartilhar a sua impressão sobre o texto. Foi de fato empolgante poder contar essa história de valor. Fico feliz que tenha sentido essa vibração por aí. Até a próxima. 😉

  • Parabéns, Maria Fernanda, pela matéria!
    Eu tenho o privilégio de conhecer pessoalmente o Jailson, a Jodete e os filhos. São pessoas abençoadas, um grande exemplo para nós!

    • Fico ainda mais feliz ao saber disso, Pedro! É muito bom ver gente do bem vencendo e motivando tantos outros. Obrigada por me deixar saber sua impressão!! Até a próxima! 😉