APDESPbr - O CANAL DA PRÓTESE ODONTOLÓGICA BRASILEIRA

O que fazer em São Paulo

Para participar do 16º Congresso Internacional de Técnicos em Prótese Dentária o seu desembarque será em São Paulo, a maior metrópole da América Latina, sede dos restaurantes mais badalados e de uma agitada vida noturna para todos os gostos e bolsos. Além do congresso, você também deve aproveitar a chance de relaxar, conhecer novos lugares e ter contato com a enorme cena cultural da cidade.

Ponte Estaiada: símbolo da cidade de São Paulo

Assim você conseguirá desfrutar, pelo menos um pouco, do que São Paulo tem a te oferecer e poderá carregar deliciosas experiências na volta pra casa. Para te ajudar a descobrir São Paulo, reunimos algumas informações sobre o que fazer, onde comer, quais lugares conhecer e como poder curtir o que há de bom em SP – ou ‘Sampa’ para muitos paulistanos.
💓 #existeamoremsp

Ao longo desse texto você encontra opções para todos os estilos, continue! 😉

Hospedagem

Antes de mergulhar na ampla e imperdível programação do 16º Congresso, é essencial que você se programe escolhendo um hotel para se acomodar e se preparar para três dias intensos de muita informação e aprendizado. Para isso, aproveite as facilidades da agência de turismo parceira do evento, a Azzatur, e confira as opções de acomodação.

Clique para mais informações sobre hospedagem

Sabendo onde irá ficar você será capaz de organizar o seu tempo – e as rotas – para não perder nada do maior evento da Prótese Dentária e ainda conseguir passear por museus, espaços culturais, parques e se divertir com as melhores atrações da noite de São Paulo.

A noite iluminada na Avenida Paulista

O que fazer quando não estiver no congresso

Pensando na sua comodidade e melhor aproveitamento entre tantas alternativas de lazer e diversão que a capital paulista oferece, dividimos, ao longo deste texto, sugestões do que você pode fazer nos horários vagos. Para isso, preparamos um roteiro cultural em pontos turísticos, parques e museus, destacamos algumas indicações de bares e restaurantes e também recomendamos algumas casas para dançar e curtir muito na pista – se esse é seu estilo! 😀

Passeios com sugestões para alimentação

Quem conhece a história sabe que a diversidade que tanto caracteriza a capital paulista, não é à toa. Ela é o resultado do acolhimento misto dos povos de todos os cantos do Brasil e do mundo ao longo das etapas da sua formação e desenvolvimento.

É possível passear a pé e conhecer atrações interessantes

E essa rica mistura está presente nas manifestações artísticas e culturais que compõem a cena local, seja contando a trajetória de figuras importantes da cidade, seja em expressão na poesia, dança, teatro, artes plásticas e outras. Segundo a Associação Paulista dos Amigos da Arte (APAA), São Paulo vem despontando como polo principal do mercado cultural do país.

E você?! Vai perder a oportunidade de se inspirar em toda essa cultura?! Não, se depender da gente! Aproveite e confira a nossa sugestão de passeios neste roteiro com opções de alimentação nos locais.  

ROTEIRO CULTURAL

Para você conseguir usufruir um pouquinho da cidade de São Paulo, seja a pé, de transporte público ou de carro, preparamos um pequeno roteiro com opções de passeios culturais e ao ar livre, com fácil acesso a alimentação, a fim de te permitir maior conforto e lazer para uma experiência memorável.

No Parque do Ibirapuera

Um passeio no Parque Ibirapuera permite ao visitante uma ampla experiência cultural, com acesso aos museus e exposições de arte clássica, contemporânea e conexão com a natureza. Sim, o contato relaxante com as áreas verdes também faz parte do cotidiano agitado de São Paulo! Fora os edifícios, há também espaços como o Jardim Japonês, Bosque da Leitura, Planetário, Herbário Municipal, entre outros. Existem pontos de alimentação, seja nas barracas autorizadas do comércio autônomo, seja nos restaurantes e cafés dos equipamentos. Elencamos algumas indicações para você conhecer:

O verde do Parque do Ibirapuera
  • Museu de Arte Moderna de São Paulo – MAM

É o primeiro Museu de Arte Moderna na América Latina. Contém mostras de arte nacionais e internacionais, com mais de 5 mil obras no acervo. Possui café com atendimento de terça a domingo, das 10hs às 18hs; e restaurante, de terça a sexta, das 12h às 16h; sábado e domingo, das 12h30 às 17hs. Maiores informações sobre os serviços de alimentação pelo (11) 5085-1306. O acesso é pelo Portão 3, de terça a domingo, das 10hs às 18hs, com ingresso a R$5. No domingo a entrada é gratuita.

  • Jardim das Esculturas

Possui cerca de 30 obras de artistas brasileiros, como Carlos Alberto Farjados, Almílcar de Castro e Emanoel Araújo no espaço paisagístico assinado por Burle Marx. O mapa fixo para a visitação fica em a marquise e a OCA. A entrada é pelo Portão 3, funciona todos os dias gratuitamente, das 8hs às 20hs.

  • Museu Afro Brasil

Registra, pela perspectiva do negro, relatos da história da cultura afro-brasileira enquanto identidade brasileira. Abriga mais de 3 mil obras em diversos formatos artísticos. A visitação é pelo Portão 10, de terça a domingo, das 10hs às 17hs. O ingresso custa R$6, com gratuidade aos sábados.

  • Oca do Ibirapuera

Um pavilhão de exposições com arquitetura de Oscar Niemeyer. Recebe várias mostras temporárias. A entrada é Portão 2, de terça a domingo 10hs às 17hs. O valor da visitação dependerá da exibição vigente.

Exposições e mostras de arte estão disponíveis no Ibirapuera
  • Fundação Bienal

O maior arquivo de arte moderna e contemporânea da América Latina, criado por Ciccillo Matarazzo, em 1962. Recebe mostras e eventos temporários, como a São Paulo Fashion Week e a Bienal de Arte, e dispõe de um café com salgados, saladas e sucos. O acesso é pelo Portão 3, com entrada pela portaria lateral do prédio, de segunda a sexta, das 9hs às 20hs, sábado e domingo, das 9hs às 17hs.

FORA DO PARQUE

Vizinho ao parque, é possível visitar também o Museu de Arte Contemporânea (MAC), com acesso por uma passarela que liga o Ibirapuera à Avenida Pedro Álvares Cabral. A entrada e o estacionamento são gratuitos. A visitação está aberta de terça a domingo, das 10hs às 21hs. Maiores informações pelo telefone (11) 2648-0254.

ALIMENTAÇÃO
(brasileira e lanches | individual)

Ainda no Ibirapuera você tem a opção de se alimentar no Restaurante Praça da Paz, na Rua do Sabiá, 22, dentro do parque, das 10hs às 20hs, e nas proximidades você encontra locais que possibilitam uma outra perspectiva do parque, visto de fora.

Para ter aquele registro de cartão postal, aproveite e dê uma esticada até a Praça Armando de Sales Oliveira, nos arredores do parque, para ver de perto o Monumento às Bandeiras, estátua simbólica e bem representativa de São Paulo. Vale a pena conhecer! 

No Jardins (bairro)

  • Museu da Casa Brasileira
    (brasileira | individual)

Partindo para as imediações da marginal Pinheiros, na região dos Jardins, você encontra o Museu da Casa Brasileira, um espaço arborizado dedicado à arquitetura e ao design, com exploração de temas sobre urbanismo, habitação, economia criativa, mobilidade urbana e sustentabilidade, com mostras de arte, exposições textuais e fotográficas.

Entrada do Museu da Casa Brasileira. Foto: Divulgação MCB

Há restaurante no local, o Santinho no MCB, sob comando da chef Morena Leite, que explora os sabores da casa brasileira servindo bufê de almoço, pratos à la carte e lanches com ingredientes sazonais, majoritariamente orgânicos, massas e tapiocas preparadas na hora. O Santinho atende de terça a domingo, das 10hs às 18hs. O almoço é servido de terça a sexta, das 12hs às 15hs; sábado e domingo, das 12hs às 17hs. Informações e reservas pelo (11) 3032.2277 ou mcb.reservas@restaurantesantinho.com.br.

O Museu da Casa Brasileira funciona de terça a domingo, das 10h às 18h. A entrada inteira custa R$ 15,00, com meia-entrada a R$ 7,50. Aos sábados e domingos a entrada é gratuita. Maiores informações pelo (11) 3032-3727 ou (11) 3026-3900.

  • MIS – Museu da Imagem e do Som de São Paulo
    (na brasa | para compartilhar)

A menos de 20 minutos de caminhada a partir do Museu da Casa Brasileira, indo reto pela Rua Gumercindo Saraiva, cruzando as praças do Vaticano e Luiz Delben Junior, temos o Museu da Imagem e do Som de São Paulo, o MIS. O acervo possui mais de 200 mil itens em bibliografia, peças gráficas e vídeo.

A fachada moderna do Museu da Imagem e do Som de São Paulo, o MIS. Foto: Ding Musa

A experiência no MIS pode ser ampliada para quem gosta de gastronomia. O salão nos fundos do museu é ocupado pelo Pipo, restaurante do estrelado chef Felipe Bronze. O Pipo atende de terça a sábado, das 12hs às 23hs; domingo, das 12hs às 16hs. O contato é pelo (11) 3530-1760.

O MIS fica na Avenida Europa, 158, e está aberto de terça a sábado, das 10hs às 20hs; domingo, das 10hs às 19hs, e oferece um guarda-volumes gratuito. As exposições do térreo são de visitação gratuita; as demais necessitam de consulta aos valores. Maiores informações pelo (11) 2117-4777.

NA REGIÃO DO JARDINS

Se você optar por passar mais tempo nessa região, além da Casa Brasileira e do Mis, há ainda outras opções culturais, como o Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia, o Mube, que também disponibiliza restaurante local, na rua lateral do MIS (R. Alemanha, 221), e a casa-museu Fundação Ema Klabin (Rua Portugal, 43), que possibilita uma viagem no tempo por meio da decoração e coleção de artefatos reunida pela própria Ema, figura da sociedade paulistana, que viveu por mais de 30 anos na construção.

Na Paulista

  • Casa das Rosas
    (italiana | individual)
Lateral da Casa das Rosas. Foto: Debora Nazari

Já na Avenida Paulista, que por si só já é um ponto turístico que vale ser visitado, em meio aos prédios altíssimos, situa-se uma bela mansão com jardim, a Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura. É um museu voltado às atividades de leitura e pesquisa, que reúne a valoriza o acervo de 35 mil volumes da biblioteca do tradutor, ensaísta e poeta que dá nome ao local. A visitação é gratuita, de terça à sábado, das 10hs às 22hs; domingo e feriado, das 10hs às 18hs, na Avenida Paulista, 37. Informações pelo (011) 3285-6986 e (011) 3288-9447.

Anexo, você encontra o Caffè Ristoro, um espaço com restaurante e café com vistas para o jardim e um diferente ângulo para a Avenida Paulista. O menu é italiano, com pratos executivos e bufê por quilo durante a semana, variedade de massas frescas, salgados, doces italianos e tipos de cafés diariamente. Funciona segunda, das 9hs às 19hs, de terça a sexta, das 9hs às 22hs; sábado das 10hs às 22hs; e domingo, das 10hs às 19hs. O contato é pelo (11) 3289-8897.

  • MASP
    (variada e lanches | individual)

Outro ícone da metrópole é o Museu de Arte de São Paulo, o MASP, fundado na década de 40 pelo empresário Assis Chateaubriand. A arquitetura ousada faz do MASP uma referência de localização e encontros, e, claro, é digno de um belo registro em foto ou vídeo.

O icônico Museu de Arte de São Paulo, o MASP

A alimentação pode ser feita no Masp Restaurante, com bufê variado em salgados, doces e frutas e também no Café Suplicy, com opções de espresso, latte, cookie, brownie e brigadeiro.

O MASP fica na Avenida Paulista, 1578, e funciona terça, sexta e sábado das 10hs às 21hs, com bilheteria até às 20h30s; quarta, quinta e domingo, das 10hs às 19hs, com bilheteria até às 18h30s. Os ingressos custam a partir de R$40 a inteira e R$20 a meia entrada. A entrada é gratuita às terças. Maiores informações em (11) 3149-5959.

  • Instituto Moreira Salles
    (vegetariano | para compartilhar)

A 850 metros do MASP, subindo a Avenida Paulista, você encontra o Instituto Moreira Salles. O prédio de arquitetura moderna tem nove andares inspirado em conceitos sustentáveis. O Instituto recebe exposições do mundo todo, apresentações culturais e musicais, tem biblioteca, cineteatro e o café-restaurante Balaio, do famoso chef Rodrigo Oliveira.

Prédio do Instituto Moreira Salles. Foto: Pedro Vannucchi

No café, o Balaio serve pães de fermentação natural, tapiocas e bolos; e no restaurante pratos individuais e para compartilhar, opções vegetarianas, sanduíches e saladas. O café atende de terça a domingo, das 10hs às 20hs; o restaurante Balaio de terça a sábado, das 12hs às 23hs; domingos, das 12hs às 17hs.

O endereço do Instituto Moreira Salles é Avenida Paulista, 2424 e fica aberto de terça a domingo, das 10hs às 20hs; nas quintas até às 22hs. O telefone é (11) 2842-9120.

NA ÁREA CENTRAL

  • Mercado Municipal de São Paulo
    (variada e lanches | individual e para compartilhar)

Uma parada obrigatória na região central da cidade é o Mercado Municipal de São Paulo. Além de conhecer um dos cartões postais paulistanos, você ainda consegue explorar, e até saborear, frutas, queijos, bebidas e diversos outros alimentos.

Barraca de frutas no Mercadão

Além do grande espaço gastronômico, com opções para todos os estilos, paladares e bolsos, você também pode contemplar a arquitetura do Mercadão, como é popularmente conhecido, em estilo neoclássico, com 32 painéis subdivididos em 72 vitrais do artista russo Conrado Sorgenicht Filho.

A carta de alimentação é farta: pastéis clássicos e de sabores diferenciados, coxinhas e sanduíches gigantes, pratos com bacalhau e frutos do mar, lanches com carne bovina, frango e de porco, comida caseira, culinária árabe e italiana, sucos e vitaminas, chopes e cervejas, cafés, pães bolos, doces e sorvetes. Esse menu bem paulistano fica na Rua da Cantareira, 306 e recebe o público de segunda a sábado, das 6hs às 17 horas; domingo e feriado, das 6hs às 16 horas. O telefone é (11) 3313-3365.

  • Pinacoteca do Estado de São Paulo
    (variada e lanches | individual)

Mais próximo ao Expo Center, cerca de 5 km de distância, a sugestão de passeio é a Pinacoteca do Estado de São Paulo, no bairro da Luz. A casa apresenta exposição do acervo fixo e também mostras temporárias nacionais e internacionais. A sua experiência pode ser estendida com uma caminhada pelo Parque Jardim da Luz, aos fundos do prédio (de terça a domingo, das 9hs às 17h30s), para contemplar os espelhos d’água, dois lagos e esculturas.

A característica fachada em tijolinho. Foto: Divulgação Pinacoteca

Também nos fundos e com vista para o parque, é possível a parada para alimentação no Flor Café, que serve lanches, bebidas e pratos quentes. O serviço funciona de quarta a domingo, das 10hs às 17h30s. O acesso é pela bilheteria do museu.

A Pinacoteca fica na Praça da Luz, 02, com visitação aberta de quarta a segunda, das 10hs às 17h30s. Tem bicicletário e estacionamento gratuito. O ingresso custa R$ 10 a inteira, e R$5 a meia entrada. Aos sábados a entrada é gratuita. Maiores informações pelo (11) 3324-1000.

Todos os valores foram consultados em julho de 2019.

Vida noturna: lugares para comer e se divertir

Engana-se quem acredita que o coração financeiro do país vive apenas de correria, estresse e negócios! Ao final do expediente a metrópole também pulsa (e forte!) em entretenimento e gastronomia de qualidade. Aliás, foi a única cidade brasileira eleita pela CNN entre os 10 melhores destinos para a diversão noturna no mundo.

E ter acesso a esses prazeres não é sinônimo de altos gastos ou looks caros. Aquela desculpa batida de “nem tenho roupa pra isso” não cabe aqui. Como a típica cidade grande, tem lugar para todo mundo! E nós queremos te ajudar a encontrar o seu.

BARES E RESTAURANTES

Elencamos alguns locais badalados e bem avaliados nos bairros mais conhecidos e frequentados de São Paulo, incluindo sugestões na Zona Norte (próximo ao local do 16º Congresso), procurando respeitar todos os gostos e idades, para que você possa escolher aquele com o que melhor se identificar!

Na Vila Madalena

A Vila Madalena é marcada pela vocação boêmia não apenas pela rotina movimenta dos bares atuais, mas por uma herança histórica de agitação que começou na década de 70 com a chegada dos professores e universitários da USP, atraídos a morar no bairro pela proximidade com o campus.

O colorido Beco do Batman: travessa famosa que concentra arte de rua e feirinhas ao ar livre

É uma área bem democrática a todas as tribos e orçamentos, com várias possibilidades de escolha localizadas bem próximas umas das outras, com fácil acesso a pé. Aqui sugerimos alguns dos lugares:

NAS ALTURAS
Para quem curte novas experiências, o bar e restaurante Alto da Harmonia permite ao visitante conhecer a cidade por um ângulo diferente, das alturas. Além de comer e beber, você também pode aproveitar o terraço com luneta e observar as luzes da cidade.  O Alto da Harmonia fica na Rua Harmonia, 271 e funciona de terça a quinta, das 18hs à 1 hora, e de sexta a domingo, das 12hs à 1 hora. O telefone é (11) 2528-1241.

COM TRADIÇÃO
Se você curte ambientes mais tradicionais, com direito a garçom de gravata borboleta, o nosso palpite é o bar Filial. O chope premiado é o item mais famoso da casa e pode ser acompanhado por petiscos, churrasquinho e até feijoada. O bar também dispõe de cartela com mais de 50 opções de cachaças. O endereço do Filial é Rua Fidalga, 254 e está aberto de segunda a sexta, das 16hs às 3hs, sábados e domingos, das 12hs às 3hs. O contato é pelo (11) 3813-9226.

NA NATUREZA
Comer e beber em contato com a natureza é possível no bar e restaurante Pé de Manga, que se destaca por manter um jardim rodeado por mangueiras centenárias. O ambiente combina a vivência da diversão paulistana com o clima relaxante de uma área verde a céu aberto. O Pé de Manga dispõe de carta de vinhos e cervejas; a cozinha serve porções, saladas, pratos quentes e sobremesas, além de almoço executivo na semana. Atende na Rua Arapiraca, 152, de segunda a sexta, das 12hs às 15hs e das 18hs à meia-noite; sábado e domingo, das 12hs à meia-noite. Maiores informações pelo (11) 3032-6068.

BONS DRINKS
Uma outra opção no bairro, para quem busca por drinks, é o Bar Astor, que serve desde os clássicos até releituras, com cardápio variado de comidinhas que vai das massas elaboradas ao cuscuz paulista acompanhado de salada. O Bar Astor está na Rua Delfina, 163 e funciona de segunda a quarta, das 18hs às 2hs; de quinta a sábado das 12hs às 3hs e aos domingos as 12hs às 19hs. O telefone é (11) 3815-1364.

No Jardins (bairro)

Essa região é assim chamada porque abarca os bairros Jardim América, Jardim Europa Jardim Paulista, Jardim Paulistano e Cerqueira César. É no Jardins que se localizam pontos conhecidos da cidade, como a Avenida Paulista e a rua Oscar Freire. A imagem clássica de uma São Paulo apressada é transformada com as ruas arborizadas e um urbanismo mais plano, com maior presença de casas térreas e menor incidência de prédios altos.

O arborizado Museu da Casa Brasileira, no Jardins. Foto: Chema Llanos

Há diversas opções em gastronomia, espaços culturais e centros de compras. Os restaurantes e bares mais estrelados estão no Jardins, bem como as marcas e grifes famosas. O acesso ao Jardins é fácil, inclusive para a ligação com outras áreas da cidade, tanto por transporte particular, público ou mesmo a pé. Confira algumas sugestões:

ITALIANO
Abrimos a lista de sugestões com o restaurante Zucco. O ambiente é moderno, oferece adega com mais de 250 rótulos nacionais e internacionais e a culinária é tradicionalmente italiana.  Fica aberto de segunda a quinta, das 12hs à meia-noite; sexta e sábado, das 12hs à 1h30s e domingo, das 12hs às 23h30s, na Rua Haddock Lobo, 1.416. O contato é pelo (11) 3897-0666.

FRANCÊS
O Le Jazz Brasserie serve um menu mais sofisticado, com raízes na culinária francesa, porém com atenção também aos vegetarianos e veganos através da culinária do Oriente Médio, servindo homus, falafel e berinjela grelhada, entre as opções. Funciona na Rua Doutor Melo Alves, 734, de domingo a quinta, das 12hs à meia-noite, sexta e sábado até à 1 hora. O telefone é (11) 30629797.

LANCHES | VEGANO E VEGETARIANO
Completando as recomendações no Jardins, temos a Lanchonete da Cidade, um bom lugar para quem procura fechar a noite com lanches a base de ingredientes como queijo canastra, brie e muçarela de búfala. Aqui também tem espaço aos veganos e vegetarianos, com receitas autorais da casa. O endereço da Lanchonete da Cidade é Alameda Tietê, 110 e o expediente é de domingo a quinta, das 12hs à 1 hora, sexta e sábado até às 3hs. Contato pelo (11) 3086-3399.

No Itaim Bibi

Seu nome mantém viva as origens da cidade, mantendo o som da terminologia ‘Itahy’ – que significa ‘pedra pequena’, na língua tupi dos índios que viviam na região –, e ‘Bibi’, tido como o apelido de Leopoldo Couto de Magalhães Júnior, o fazendeiro dono de todo o lote que deu origem ao bairro. Hoje o Itaim Bibi é sinônimo de modernidade, sedia várias companhias de tecnologia, fluxo, por ter grandes empresas dos mais diversos segmentos, e muito agito nos numerosos estabelecimentos gastronômicos.

A noite movimentada do Itaim Bibi

Lá estão reunidos bares descontraídos, que convidam a conhecer novas pessoas, restaurantes para todos os paladares e orçamentos, e espaços que acolhem todas as idades e gêneros. É o endereço de conhecidas avenidas como a Brigadeiro Faria Lima, Nove de Julho e Juscelino Kubitscheck. Quer saber onde comer, beber e conversar? Veja só nossas indicações:

DRINKS E PETISCOS | LIGHT E VEGANO
Quem pretende fechar a noite repercutindo com os amigos sobre o congresso pode gostar do despojado Bar Eu Tu Eles, no cruzamento entre as avenidas Faria Lima e Cidade Jardim. O cardápio dispõe de drinks, petiscos, opções light e também vegana. O Bar Eu Tu Eles funciona de terça à sexta, das 18hs à 1 hora; sábado das 13hs à 1 hora e domingo das 16hs à 1 hora, na Avenida Brigadeiro Faria Lima, 2902. O telefone é (11) 3071-4535

ITALIANO
Representando a culinária italiana, sugerimos o restaurante Trattoria, da rede Fasano, com um ambiente híbrido entre o despojado e formal, possibilitando um serviço casual e de preço mais acessível. O Trattoria fica na Rua Iguatemi, s/nº, próximo à Avenida Faria Lima, 3477. Serve de segunda a quinta, das 12hs às 15hs e das 19hs à meia-noite; sexta e sábado, das 12hs às 16hs e das 19hs à 1 hora. O contato é pelo (11) 3167-3322.

CHURRASCO
Aos fãs de carnes e churrasco no espeto, indicamos o Fogo de Chão. O restaurante oferece bufê de saladas e cartela de vinhos para acompanhar os pratos. Está aberto de segunda a sábado, das 12hs à meia-noite; domingos e feriados, das 12hs às 22h30s, na Avenida dos Bandeirantes, 538. O telefone é o (11) 5505-0791.

Na Vila Olímpia

A Vila Olímpia é um bairro que mistura ruas tranquilas, áreas verdes e vida noturna movimentada. Este misto de qualidades o coloca no patamar dos locais considerados mais nobres de São Paulo. As principais vias de acesso da capital estão no entorno, como a Av. dos Bandeirantes, onde está o Aeroporto de Congonhas, a Av. Santo Amaro e também a Marginal Pinheiros.

Um pedacinho da Vila Olímpia, vista pela Marginal Pinheiros

Abaixo deixamos duas sugestões de locais para comer e conhecer. E se você gostar de caminhar ao ar livre após uma deliciosa refeição, vai aproveitar a dica: o Parque do Povo, no bairro vizinho do Itaim Bibi, é bem próximo às duas indicações e vale a visita.

PUB IRLANDÊS
Se você quiser ir além da experiência paulistana, nosso palpite é o happy hour do Dublin Live Music, um bar estilo pub, que segue a cultura dos bares irlandeses. Os famosos da casa são as cervejas, chopes e uísques. O happy hour é de quarta a sexta, das 18hs às 21hs, mas o do Dublin Live Music funciona até às 4hs; aos sábados abre das 20hs às 4h30s, na Rua Ministro Jesuíno Cardoso, 178. Contato pelo (11) 3044-4194.

MEGA ITALIANO
Outra experiência que pode ser interessante para quem gosta de gastronomia e itens de cozinha é o Eataly, um super centro gastronômico italiano onde se pode comer, comprar (alimentos e artigos culinários) e fazer cursos. Lá você pode escolher entre tipos de restaurantes, bares, cafés, chocolatarias e estilos da cozinha italiana para consumo local e também comprar ingredientes para o preparo caseiro. O endereço do Eataly é Avenida Presidente Juscelino Kubistchek, 1489. Funcionam de segunda a domingo, das 8hs às 23hs; e os restaurantes estendem o serviço, sexta e sábado, até à meia-noite. O telefone é (11) 3279-3300.

Na Zona Central

Trecho do Viaduto do Chá, com o Theatro Municipal (à direita)

A Zona Centra de São Paulo engloba bairros conhecidos como Bom Retiro, onde fica a estação e o Parque da Luz, Liberdade, famoso pela cultura oriental, e Sé, que dá nome à Catedral Metropolitana de São Paulo e é a região considerada como Centro Histórico, por marcar o local onde ocorreu a fundação da cidade.

Em contribuição para que você possa ter contato com este clima histórico e de tradição paulistana, elegemos alguns pontos gastronômicos que proporcionam uma experiência diferente dos outros bairros da cidade, seja pela localização do edifício ou pelo tempo de funcionamento e hábitos da casa. Confira:

GASTRONOMIA NAS ALTURAS
Uma refeição de alta gastronomia com aquela vista é possível no Terraço Itália Restaurante. Além do cardápio italiano, o local disponibiliza de quatro ambientes com vista panorâmica, que contempla a Zona Norte e a Zona Sul da cidade. Fica na Avenida Ipiranga, 344, 41º e 42º andar, aberto de segunda a quinta, das 12hs à meia-noite; sexta e sábado, das 12hs à 1h, e domingo, das 12hs às 23hs. O contato do Terraço Itália Restaurante é o (11) 2189-2929.

BRASILEIRA COM JAZZ E MPB
Mantendo a tradição histórica da arquitetura do final dos anos 40, o Bar Riviera, que já foi frequentado por artistas como Chico Buarque e Elis Regina, apresenta uma mistura de música (jazz e MPB) e cardápio completo, da entrada à sobremesa. Funciona de domingo a quarta, das 12 à meia-noite; quinta, das 12hs à 1 hora; sexta e sábado até às 2 horas, na Avenida Paulista, 2584, Consolação. Informações pelo (11) 3258-1268 ou (11) 97604-5431 (WhatsApp).

A arquitetura moderna do edifício Copan, de Oscar Niemeyer

MELHOR COZINHA NO COPAN
Considerado como a melhor cozinha da categoria, o Bar da Dona Onça, da chef Janaína Rueda, é uma visita que vale a pena. Mais do que experimentar o tempero da chef em pratos como Mini Rabada, Fritada do Mar e Rio, e Frango com Quiabo, você também tem a chance de conhecer o icônico Edifício Copan, sede do bar, na Avenida Ipiranga, 200 lojas 27/29. O atendimento é de segunda a quarta, das 12hs às 23h30s; quinta a sábado das 12hs à 0h30s e domingo das 12hs às 17hs. Contato pelo (11) 3257-2016.

CHOPE NA IPIRANGA COM A SÃO JOÃO
Na esquina mais famosa de São Paulo, das avenidas Ipiranga com a São João, está um dos locais mais tradicionais do Centro, desde 1948, o Bar Brahma. O forte do bar, como o nome já entrega, são os chopes Brahma e a música ao vivo de vários gêneros (com couvert artístico). Para comer, servem pratos inspirados na cozinha tradicional paulistana, petiscos e sobremesas. Está aberto de segunda a quinta, das 11h30s à 1 hora; sexta e sábado, das 11h30s às 2hs; e domingo, das 11h30s à meia-noite​, na Av. São João, 677. Informações pelo (11) 2039-1250.

Na Zona Norte

Próximo ao local do congresso também é possível conhecer e experimentar uma amostra dos sabores de São Paulo. A Zona Norte é uma área em expansão, que conta com boa estrutura de serviços e ainda é cercada por áreas verdes e clima mais tranquilo.

O bairro Santana é referência em lazer e entretenimento, pois reúne a maior parte dos restaurantes e bares locais. A cerca de 3km do Expo Center Norte você tem acesso à Av. Luiz Dumont Villares, conhecida na região pela animada vida noturna. Uma vantagem da avenida é a proximidade dos estabelecimentos, vizinhos uns aos outros, o que possibilita a caminhada por toda a extensão sem a necessidade de carro.

Um pedacinho da Zona Norte: boa estrutura e áreas verdes

Ao longo da Av. Luiz Dumont Villares você encontrará uma variada seleção de tipos de cozinha, bebidas e ambientes, desde o mais descontraído, com público variado e música ao vivo, ao mais aconchegante e intimista. Nossas sugestões são:

NA CHAPA | VEGETARIANO
A North Beer Choperia tem ampla carta de bebidas e cardápio completo, da entrada à sobremesa, incluindo opções vegetarianas, em pratos individuais e para compartilhar. O espaço, em estilo rústico, é amplo e dividido em três ambientes: piso térreo, mezanino e adega. A música ao vivo embala o ritmo do lugar. Funciona na Av. Luiz Dumont Villares, 1543 de segunda a quarta, das 17hs à meia-noite; quinta a sábado, das 17hs às 2hs; domingo das 12hs à meia-noite. Informações pelo (11) 2950-0304 ou (11) 99445-5414.

VARIADA | SERTANEJO UNIVERSITÁRIO
Se o seu estilo tende ao clima descontraído ao som de sertanejo universitário ao vivo e casa lotada, a Adega Original pode ser o seu lugar. O menu é bem variado, vai do tira-gosto ao champanhe, em pratos quentes e frios, doces e salgados. No almoço de sábado a feijoada é acompanhada de samba. Atende na terça, das 17hs às 23hs; de quarta a sexta, das 17hs às 3hs; sábado, das 12hs às 3hs e domingo, das 12hs às 2hs. Fica na Av. Luiz Dummont Villares, 794. O telefone é (11) 2978-7853 ou (11) 2386-2413.

ESPETO DE CARNES | VEGETARIANO
Já o Spetoo Picanha e Bar oferece um ambiente moderno e aconchegante, para comer e conversar. A especialidade são os mais de 30 tipos de espetos, de carne e também em versões vegetarianas, preparos na chapa, saladas, porções e sobremesas. Chopes e coquetéis também são servidos. O Spetoo Picanha e Bar fica na Rua 24 de Dezembro, 39, na esquina com Av. Luiz Dumont Villares, 1400. O serviço é de segunda a quinta, das 17hs à meia-noite; sexta, das 17hs às 1h30s; sábado, das 11h30s às 1h30s e domingo, das 11h30s às 22hs. O contato é pelo (11) 2872-2800.

PARA DANÇAR

Quer fechar a noite curtindo o seu ritmo preferido na pista de dança?! Reunimos algumas opções em diferentes estilos pela cidade para que você possa aproveitar, se divertir e dançar muito!

FORRÓ
O Canto da Ema é a casa que trouxe para São Paulo um pedacinho da cultura nordestina. É o lugar ideal para quem gosta de ouvir e dançar forró. Quem ainda não sabe dançar tem a oportunidade de aprender nas aulas, que custam R$17 e dão desconto de 50% na entrada do baile. O ingresso custa a partir de R$30, a entrada inteira. Funciona na Av. Brigadeiro Faria Lima, 364, em Pinheiros, na quarta e quinta, das 20h30s às 2hs; sexta e sábado, das 22h30s às 5hs; e domingo, das 19hs à meia-noite. Mais informações pelo (11) 3813-4708.

SAMBA
Amantes de samba podem se jogar no Traço de União. Próximo ao Largo da Batata, a casa foi apadrinhada por Beth Carvalho e Luiz Carlos da Vila e oferece ao público a atmosfera de um galpão de escola de samba. Fica na Rua Cláudio Soares, 73, Pinheiros, e recebe o público nas noites de sexta, das 21hs às 2hs; sábado das 13hs à meia-noite; e domingo das 15hs às 22hs. Vale consultar o valor do ingresso. O contato é pelo (11) 3031-8065.

REVIVAL
Para relembrar os clássicos dançantes das décadas de 70 a 90, um bom lugar é o The History. A pista é aberta para todo o público, mas a playlist é especialmente pensada para quem passou dos 30 anos. O endereço do The History é Rua Gomes de Carvalho, 820, na Vila Olímpia. Informações pelo (11) 3846-4498 ou WhatsApp (11) 99719-9645.

SERTANEJO
A casa mais conhecida para cair ao som de sertanejo em São Paulo é o Vila JK, antigo Villa Mix. Reúne shows do gênero com direito a bar e lounge. Toda a quarta, sexta e sábado, a partir das 22h30s e sem ter hora para acabar, na Rua Beira Rio, 116, na Vila Olímpia. Maiores informações no (11) 5102-9770.

LATINO
Agora se você gosta de ritmos latinos, como com salsa, merengue e pop, a indicação é o Rey Castro. O clima está presente desde a decoração até o cardápio. A entrada custa a partir de R$26 aos finais de semana. Está aberto na quarta, das 20hs às 3hs; quinta, das 20hs às 4hs; sexta e sábado, das 20hs às 5hs, na Rua Ministro Jesuíno Cardoso, 181, na Vila Nova Conceição. O telefone é (11) 3842-5279.

Todos os valores foram consultados em julho de 2019.

Esperamos que São Paulo seja uma experiência enriquecedora pra você!😉
Aproveite! E não esqueça de nos marcar nas redes sociais quando registrar a visita à alguma das nossas indicações. 🤗 #16congressoapdespbr 

Redação Canal da Prótrese

2comentários

1
Olá! Como podemos te ajudar?
Powered by