APDESPbr - O CANAL DA PRÓTESE ODONTOLÓGICA BRASILEIRA

Técnica clássica de aplicação de cerâmica sobre refratário se mantém precisa e eficiente

As ferramentas digitais estão cada vez mais se introduzindo às formas clássicas de confecção das próteses dentárias. O que é bastante positivo aos profissionais, que podem contar com alternativas que ampliam as possibilidades de trabalho. Pois, além de as metodologias modernas não suprimirem as tradicionais, ainda permitem que os materiais se tornem mais tecnológicos e eficazes. Assim, técnicas antigas como a de aplicação de cerâmica sobre refratário ainda se mantém precisas e eficientes. Ainda mais se considerando a demanda crescente em busca de soluções estéticas.

Ao longo deste texto, vamos compreender o porquê desta prática se manter efetiva. Bem como os atributos e vantagens que a diferenciam das demais.

Definição de aplicação de cerâmica sobre refratário

Troquéis de refratário. Foto: Arquivo pessoal David Morita

De acordo com o técnico em prótese dentária, David Morita, a aplicação de cerâmica sobre refratário é “uma técnica antiga, mas ainda muito aplicada atualmente”. Se trata de um método de confecção pela distribuição de camadas de cerâmica sobre um suporte, o refratário. A aplicação direta da cerâmica sobre o refratário permite a produção de peças livres de metal. Como, por exemplo, as facetas estéticas.

“Não apenas conta com a ausência de metal, como também não possui qualquer outro tipo de material para estrutura. Apenas cerâmica feldspática”, explica David.

Propriedades da cerâmica

Isso porque as cerâmicas odontológicas, diferentemente das convencionais, são produzidas com tecnologia para garantir resultados satisfatórios. Não somente em termos de segurança e durabilidade, como também em qualidade estética. No mercado estão disponíveis diversas opções de cerâmica que conferem características muito semelhantes aos dentes naturais. Cor, brilho e resistência são algumas delas.

Detalhes do trabalho de aplicação de David. Foto: Arquivo pessoal David Morita

As cerâmicas feldspáticas entregam a melhor translucidez em comparação com outros tipos. Ainda que não possua uma resistência tão alta quanto as outras, sua propriedade estética a destaca como principal opção. Principalmente quando aplicada à trabalhos que não exigem grandes esforços mastigatórios, como é o caso das facetas.

Geralmente, a cerâmica se apresenta em forma de pó para a aplicação. Após a distribuição sobre o dente em refratário é levada à queima em forno, para então enrijecer e tomar o formato desejado.

Vantagens da utilização

Ademais, o baixo custo é um fator de vantagem para a adoção da técnica com base cerâmica. Isso porque exige a utilização de poucos produtos, o que reduz o investimento da produção.

Ainda de acordo com David Morita, algumas marcas oferecem produtos versáteis. “A cerâmica IPS Style, por exemplo, é uma cerâmica para recobrimento de metal. Mas, também pode ser utilizada para confecções de peças em cerâmica na técnica de refratário. Ou seja, uma dupla função.”

Aplicação de cerâmica sobre refratário: resultados cada vez mais próximos do real. Foto: Arquivo pessoal David Morita

Economia e bom resultado

Desta forma, o profissional pode investir em material para a confecção de peças variadas e atender também a outras demandas. Afinal, o mercado tem se mostrado cada vez mais diversificado. E, mesmo com a crescente tendência de peças metal free, as produções metálicas ainda são dominantes entre os trabalhos de prótese dentária.

David trabalha com a aplicação de cerâmica sobre refratário há 15 anos e garante que é uma técnica bastante utilizada. “Os dentistas efetivamente recorrem a este tipo de serviço. E muitos técnicos também a empregam, pois além de ser econômica, também entrega um excelente resultado.”

Aplicação de cerâmica sobre refratário: chance de aperfeiçoamento

Os interessados em se aprofundar na técnica de aplicação de cerâmica sobre refratário encontram oportunidade de curso na APDESPbr. Em 2020, a associação apresenta uma ampla e relevante programação de aulas para aperfeiçoamento. Ou seja, já dá para se programar e ir separando as datas na sua agenda.

Facetas instaladas em boca. Foto: Arquivo pessoal David Morita

Em fevereiro, por exemplo, o David Morita comandará dois dias de conteúdo voltados à esta técnica para a confecção de facetas estéticas. “Tenho muito carinho pela APDESPbr, pois tive o privilégio de conhecer pessoas incríveis e que me ajudaram muito no meu crescimento profissional e pessoal.  Por isso, o meu desejo é de que todos consigam participar e estar comigo neste curso. Assim poderemos dividir experiências e somar, com novos conhecimentos.”

Durante a formação os participantes receberão embasamento teórico e lições práticas. Serão abordados os seguintes tópicos:

  • conceitos sobre modelos de gesso para utilização da técnica;
  • duplicação dos troquéis de gesso;
  • uso correto da manipulação de sinterização do revestimento;
  • cuidados na aplicação da cerâmica;
  • métodos de caracterizações;
  • metodologia de acabamento e
  • polimento da cerâmica.

Além disso, cada participante executará dois elementos sobre troquel refratário. “Seguindo os passos ideais para realização de um trabalho cada vez mais natural”, ressalta David.

Saiba mais sobre o ministrante

A introdução de David Morita na prótese dentária se deu a partir de seu pai, Orlando da Silva, um dos pioneiros na área. Afinal, Orlando está entre os 100 primeiros técnicos em prótese dentária a se regulamentarem no estado de São Paulo.

David se formou como TPD em 2000, pelo Senac, e é ministrante e palestrante de cursos de cerâmica livre de metal. Foi o ganhador do prêmio Lecron de Ouro, de 2019, como homenagem à sua contribuição juntamente à APDESPbr.

É autor do livro ‘Cerâmica de Alta Performance – Laminados cerâmicos ultraconservadores’, juntamente com Gustavo Greco e Carlos de Carvalho. Também tem co-autoria nos títulos ‘Em Busca da Excelência Estética – no laboratório de prótese e clínica dentária’; e ‘Reconstruindo Sorrisos – Ciência, Arte e Tecnologia’.

Ocupa o cargo de segundo secretário da Assembléia Administrativo da Sociedade Brasileira de Odontologia Digital – SBODigital. E é coordenador do Laboratório David Morita e do Instituto David Morita.

Acompanhe!

Continue acompanhando as nossas atualizações aqui no Canal da Prótese e nas plataformas digitais. Estamos sempre em busca de novos temas e conteúdos para trazer sempre o há de melhor no universo da prótese odontológica. Para não perder nada, siga-nos também pelo @apdespbr e /apdespbr! 🚀 Deixe seu comentário com dúvidas e sugestões no campo abaixo ou nos contate diretamente nas redes sociais!

Redação Canal da Prótrese

1 Comentário

  • Muito legal a matéria! Trabalho com cerâmica sobre refratário ha muito tempo . Meu pai me ensinou a técnica ! Difícil mesmo é lidar com refratário, pois são poucos que possuem resistência necessária para tal uso